Depois do interregno, voltamos na máxima força, ao sabor de…

 .The Chemical Brothers!!!

204452.jpg

No Global Beats desta semana, voltamos à música electrónica, ainda que, não saindo de terras de sua majestade.

 Chamam-se The Chemical Brothers, e dispensam qualquer apresentação que aqui lhes poderia fazer, no entanto, e, querendo aproveitar este dom, que forças superiores me deram, segundo o que alguns acham, falemos um pouco desta banda britânica; mais concretamente do seu sexto álbum de originais, aquele sobre o qual, a nossa atenção estará centrada esta semana.

We Are The Night”, é, portanto, o nome do sexto trabalho produzido pelos Chemical Brothers, e, é considerado por muitos, o melhor de toda a sua carreira. Pessoalmente, acho abusivo resumir-mos a carreira de uma banda tão dotada a um só álbum, ainda por cima, falando de quem falamos, mas de facto, este, é um óptimo conjunto de músicas, composto por doze faixas de música psicadélica, melodias eufóricas e tão despretensiosas, à semelhança dos “Live act” da banda.

Este é um álbum, com uma particularidade interessante, ou não tivesse sido ele, gravado na escuridão de um abrigo anti-bombas, no sul de Londres. Fazendo uma pequena viagem aos vários mundos opinativos sobre o mais recente trabalho desta dupla londrina, através da Internet, podemos agarrar em vários retalhos e “coser” aqui uma bela “manta descritiva” geral, sendo assim, We Are The Night”, é descrito por alguém como”…um guia através da psicadélica moderna, uma montanha-russa desenfreada que leva o ouvinte a uma jornada que passa do frenesim da percussão, que ameaça explodir as caixas com sons que só podem ter vindo de um futuro povoado por robôs, até os grunhidos modulares de sintetizadores deixados para morrer na chuva enquanto anunciam serviços de utilidade pública. Enquanto isso, incorpóreas vozes robóticas martelam comandos mentais, alternando-se com vocais convidados em faixas como se fossem instrumentos musicais nunca antes descobertos…”, apetecível? Intrigante?

Pois bem, existe ainda quem diga que, e eu, desde já concordo, em certo termo, We Are The Night”, são os Chemical Brothers no seu melhor momento. Contagiante da abertura, até “aos maravilhosos estertores, o álbum traz algumas das músicas mais empolgantes da dupla até hoje, um salto quântico para o grupo em termos de produção e sonoridade…”; convencido? Eu estaria, não fosse aquele sentido de ver para crer, qual Judas, que desde cedo me acompanha, e que, de certo, é comum à maioria, pelo que, e adaptando os provérbio ao cenário em questão, neste caso é, ouvir, para crer, por isso, sem mais demoras, senhoras e senhores, let´s get up all night, porque esta semana, convosco, temos, Chemical Brothers.

Aqui fica um cheirinho do que podem ouvir em 101.8 FM, ou em www.capitaldomovel.fm, (emissão radiofónica on-line)

Anúncios

Cidadão do mundo, com consciência global, no que diz respeito a tudo, principalmete à cultura.

Publicado em Arquivos, Noticias
One comment on “Depois do interregno, voltamos na máxima força, ao sabor de…
  1. allan diz:

    Sou brasileiro e adoro o chemical brothers e fiquei mto feliz em ter mais informações sobre a dupla

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: