Unknown Sessions

smile.gif
 Olá a todos, sejam de novo bem-vindos! Após um período afastado da escrita, no que toca à publicação de informação sobre as ultimas duas “Unknown Sessions”, folgo em informar-vos que, no entanto, continuamos a receber propostas (boas protpostas, por sinal), e que, essas propostas se converteram nas duas ultimas “Unknown Sessions”.
Sendo assim, pela antena da RCPF, e do Globalbeats, tivemos os nomes de Swayzak e Carl Cox, que nos brindaram com “Some Other Country” e um Live Act à rádio ITM, no passado dia 11 de Janeiro de 2008, escolhas, das nossas ouvintes, Sara Costa, da Maia, e de Joana Faria, da Gafanha da Nazaré, respectivamente.
Em Relação aos Swayzak, o que há para saber, essencialmente, é o facto de serem uma banda de terras de sua majestade, faça-se saber o mais incauto dos leitores, que me refiro, como é óbvio, a Inglaterra; são compostos por James Taylor e David Brown, e a sua existência enquanto grupo, data de 1998, ano em que lançam o albúm “Snowboarding in Argentina”, pela editora Pagan; de referir ainda que o facto de em 2001 mudarem de editora, nomeadamente para a K7, com o albúm “Groovetechnology, Vol. 1.3”, deu-lhes a visibilidade e projecção, que, no meu entender, sempre lhes foi devida.
Desde que firmam esta aliança com a K7 Records, tem sido um sem número de êxitos, espalhados pelos albúns “Dirty Dancing (2002)”, “Loops from the Bergerie (2004)”, “Route de La Slack (2006), e finalmente, “Some Other Country”, que teve edição no findo ano de 2007.
swayzak.jpg
Quanto a Carl Cox, bem, não imagino o que poderá ser dito sobre este senhor, que possa acrescentar mais alguma coisa, ao conhecimento que sobre ele já existe, quer por fâns quer por pessoas, que apenas simpatizam. Mesmo assim, para o mais desprevenido dos leitores, e mesmo para aqueles que já conhecem o que vou dizer, mas que precisam de um refresh mental, saiba-se que, Carl Cox é um senhor nascido, igualmente em terras de Sua Majestade, corria o ano de 1962, num mês que, curiosamente, é a metáfora perfeita para descrever o que faz, anos mais tarde como disc jockey, o mês de Julho, o mês das noites longas, cheias de animação e festas, e sobretudo o mês em que o corpo mais transpira, principalmente, e diria o mais ingénuo dos leitores, porque faz mais calor, mas digo eu que, não será só isso, tem mais a ver com o movimento do corpo, que se contorce ao longo de noites infindáveis, seguindo os ritmos mais que dançáveis de Carl Cox.
No que toca ao seu trajecto profissional, bem, á quem diga que é o melhor do mundo na área, outros que já o foi, nós, Globalbeats, apoiamos a teoria de que não há um melhor do mundo, em nada, e como tal, Carl Cox, figura na lista dos melhores do mundo.
Nós por cá, no Globabeats, e mais concretamente nas “Unknown Sessions”, vamos continuar a divulgar talentos, uns mais, outros menos, conhecidos, mas, para isso, contamos com o vosso apoio, sendo assim , já sabem, façam as vossas sugestões para o nosso e-mail, em gbeatsradio@hotmail.com, e habilitem-se a ouvir a vossa escolha em 101.8 FM, ou em globalbeats.wordpress.com!Saudações 😉

carlcox_070222040005601_wideweb__300x374.jpg

Anúncios

Cidadão do mundo, com consciência global, no que diz respeito a tudo, principalmete à cultura.

Publicado em Arquivos, Noticias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: